17 March 2014

Honey roasted parsnip, carrot and shallot tart / Tarte de pastinacas, cenouras e chalotas assadas com mel.


Here at home, we are more and more loving vegetarian or vegetable based meals and this tart was a huge hit that pleased adults and kids and everybody was happy and asking for seconds.
ingredients for the spelt pastry (to line a 23cm tart tin):
220g wholemeal spelt flour
1 tsp dired quick yeast
1/2 tsp salt
2 tbsp olive oil
1 egg
60ml warm water
method:
Mix the flour, salt and yeast in a bowl.
Make a well in the centre and pour in the egg, olive oil and water.
Mix everything together until you get a soft dough.
Transfer the dough onto a lightly floured surface and knead for 2 minutes or until you have a soft but not sticky dough.
Roll out the dough with a rolling pin until 3mm thick and line a greased tart tin. Do not trim the edges yet.
ingredients for the filling:
200g carrots, sliced on the diagonal
200g parsnips, cut into matchsticks
180g shallots, halved (or quartered if they are big)
1 tbsp runny honey
40ml olive oil
1 tsp salt
1/2 tsp ground black pepper
100g Cheddar cheese, grated
150g Greek yoghurt
method:
Preheat the oven to 200ºC.
Put the carrots, parsnips and shallots in a roasting tin and drizzle with the honey and olive oil. Season with salt and pepper and toss everything together.
Cover the tray with foil and roast for 30 minutes.
Remove from the oven, leave covered and allow to cool for 10 to 15 minutes.
Reduce the oven temperature to 170ºC.
Mix 60g of the cheese into the roasted vegetables.
Mix the remaining cheese with the yoghurt and spoon the mixture into the tart shell.
Scatter the vegetables over the yoghurt mixture, spreading them evenly.
Trim the excess dough around the edges.
Bake in the oven for 25 to 30 minutes.
Remove from the oven and leave to cool.
__________________


Cá em casa estamos todos a ficar cada vez mais adeptos de refeições vegetarianas ou, pelo menos, baseadas em vegetais e esta tarte foi uma dessas deliciosas refeições e posso assegurar-vos que foi um sucesso entre miúdos e graúdos e toda a gente quis repetir.
ingredientes para a base de espelta (dá para forrar uma tarteira de 23cm de diâmetro):
220g farinha de espelta integral
1 colher chá de fermento biológico seco
1/2 colher chá de sal
2 colheres sopa de azeite
1 ovo
60ml água morna
preparação:
Numa taça, misturar a farinha, o sal e o fermento.
Fazer um buraco no meio da farinha e adicionar o ovo, o azeite e a água. Mexer tudo muito bem até obter uma massa macia.
Colocar a massa em cima de uma bancada ligeiramente enfarinhada e amassar por mais 2 minutos ou até obter uma massa macia mas não pegajosa.
Com a ajuda do rolo da massa, estender a massa até obter uma espessura de 3mm.
Untar uma tarteira com manteiga e forrá-la com a massa.
Não cortar os excessos de massa e reservar a tarteira preparada.
ingredientes para o recheio:
200g cenoura, cortada em rodelas diagonais
200g pastinaca, cortada em palitos
180g chalotas, cortadas ao meio (ou em quartos se forem grandes)
1 colher sopa de mel líquido
40ml azeite
1 colher chá de sal
1/2 colher chá pimenta preta moída
100g queijo Cheddar (ou outro similar), ralado
150g iogurte grego
preparação:
Aquecer o forno 200ºC.
Colocar as cenouras, pastinacas e chalotas num tabuleiro de ir ao forno. Regar com o mel e azeite e temperar com o sal e a pimenta. Misturar tudo muito bem, por forma a que todos os ingredientes fiquem bem incorporados.
Tapar o tabuleiro com folha de alumínio e levar ao forno por 30 minutos.
Retirar o tabuleiro do forno, mantê-lo coberto com o papel de alumínio e deixar arrefecer por 10 a 15 minutos.
Baixar a temperatura do forno para os 170ºC.
Misturar 60g do queijo ralado com os vegetais assados.
Numa taça, misturar o iogurte com o restante queijo e espalhar a mistura sobre a base da tarte.
Colocar os vegetais assados sobre o iogurte, tendo o cuidado de os espalhar numa camada uniforme.
Agora sim, cortar o excesso de massa à volta da altura dos vegetais.
Levar a tarte ao forno e cozer por cerca de 25 a 30 minutos.
Retirar do forno e deixar arrefecer na própria forma.
Nós comemos a nossa à temperatura ambiente.
Recipe / Receita:

29 comments:

Marlene Ferreira said...

Hummmm, muito tentadora e super apetitosa! Tem saborzinho de quero mais! Desejo um dia feliz, e uma linda semana pra vc e sua família, querida Lia! Bjos!

Andréa said...

Lia minha querida,
aqui em casa todos tbm apreciam receita com vegetais, sua tarte ficou perfeita, adorei a massa e o recheio, tudo nota 10!

Bjs, feliz semana junto a sua família ♥

Tertúlia da Susy said...

Ficou mesmo bonita.
Deve ser tão boa.
Bjs

Marisa Valadas said...

Acabei de comprar esse livro, que bom aspecto que tem esta tarte

Sabores Autenticos said...

Tem um aspeto muito apetitoso!
Bjs

São Ribeiro said...

Ficou linda e gostei muito do recheio
Pena que aqui em casa os homens não apreciam.
Boa semana
bjs

menuaquarela said...

Querida e especial amiga Lia.
Não sei o que dizer desta tarte, sinceramente...
Ela é perfeita, linda, saudável, com um colorido suave e muito elegante.
Fico imaginando a delicia do sabor.É pena que por aqui não se encontre as pastinacas, além de ser também difícil e muito cara a farinha de espelta.Se não fosse essas dificuldades iria já fazer esta delicia, assim fico só com a visão que já é bela.
Beijinhos

Inês Ginja said...

Esta tarte é tão boa!
É daquelas coisas que surpreende, pela vista e pelo sabor.
Que bom foi comer novamente as pastinacas :) e por momentos lembrar-me da Popina e da sua banca onde comi algo muito semelhante.
Ficou linda a tua!!
Adoro o livro da Popna, um verdadeiro tesouro, pequenino mas bem recheado.
Um beijinho.

Juliana said...

Such a beautiful tart Lia, I like the veggies on it and the yogurt and cheese in between...it sure looks delicious!
Thanks for the recipe...have a wonderful week ahead my dear :D

Um toque de canela said...

Boa noite, Lia!
Cá por casa também as refeições à base de legumes vêem a ganhar terreno. Esta tarte parece uma excelente sugestão!
Beijinhos

sandra neiva said...

Lia querida,

esse livro é um encanto:)
linda a tua tarte e com ingredientes tão bons e essa massa que bonita está e bem saudável.
Também sou fã de refeições só com vegetais e esta está mesmo perfeita e linda.

beijinhos

Nani said...

Ao ver a primeira foto pensei tratar de uma torta doce, ai percebi que era salgada, fiquei ainda mais atraida quando percebi isso. Nossa deliciosa!
Beijos

Azeitona said...

Estas cenourinhas têm uma ar muito engraçado. Nunca vi por cá, apesar da Ginjinha já ter usado.
E esta tarte tem um aspecto DIVINAL... acho que vou vou procurar bem essas pastinacas e utilizá-las em qualquer coisa!
Muitos beijinhos, querida
Cuca

Prata da casa said...

Querida Lia: também gosto imenso de legumes e, sempre que possível, prefiro-os à carne ou peixe. Em forma de tarte é sempre muito apreciada cá em casa.Não conheço pastinaca, penso que nunca vi à venda cá, mas podemos sempre utilizar outros legumes que estejam à mão. Ficou com um aspeto delicioso.
Bjn
Márcia

Chilli Com Todos said...

Acreditas que nunca provei pastinacas? Nunca encontrei à venda. Gosto de refeições vegetarianas e esta tarte ficou o máximo!

M. said...

Que rica tarte!!! Fiquei curiosa sobre as pastinacas: já vi na TV, mas nunca provei e nem me lembro de ver à venda!
Beijinhos, boa terça!

Prazeres Saudáveis said...

Adoro estas tartes querida, massa integral muito mais saudável para levar para um almoço com uma saladinha.

Atua está colorida, muito linda faz me lembrar a primavera:)

Grande beijinho

PS: Envie te um e-mail (=

Rosa's Yummy Yums said...

A fabulous tart! Really mouthwatering and refined.

Cheers,

Rosa

Lena Santos said...

Também gosto muito destas tartes com legumes, está bem bonita
Bjokas

Petiscos e Miminhos said...

Adorei essa tarte e eu com pastinacas aqui tão perto!

Isabel Patrício said...

Olá Lia,
esta tarte tem mesmo um aspeto primaveril, cheia de cores e sabores.
Adorei a apresentação, fica linda para além de me parecer muito saborosa.
Bjns
Isabel

Guloso e Saudável said...

Olá Lia,
Esta tarte ficou, linda, é prática, nutritiva, deliciosa e saudável.
Beijo, boa semana,
Vânia

Sugarlove55 said...

Me encantan este tipo de tarta, es una delicia. Un besote guapa

CC Sousa said...

Que tarte saborosa e saudável! Fiquei curiosa quanto às pastinacas, não conhecia e acho que nunca vi à venda.

Bjs

Marmita said...

hihi a tarte da Popina, a Inês comeu uma parecida lá na banca e eu provei, estava de facto fantástica! Adorei, beijos

Brisa Maritima said...

Querida,

Esta tarte está com um brilho fantástico, bem colorida pelos vegetais que usaste e atrai por sabores deliciosos decerto, adoraria prová-la ! :)
Está tão linda ! :)

Beijinhos

Lenita said...

À primeira vista pareceu-me um docinho, mas não é!
Ainda não provei as pistangas, assim que as vir vou experimentar.
Adorei a tua tarte salgada Lia.
bjs

123LetsCook said...

Adoro pastinacas! O meu miudo também, habituadíssimo a comer desde bebé e até a roer em cru directamente do mercado :-) Que saudades do nosso mercado <3
Em Portugal é dificil de arranjar, de vez em quando há no Intermarché e aí nem olho ao preço... curiosamente há uma confraria da Pastinaca, lá para o norte, e pasme-se até temos pequena produção na Guarda. Infelizmente parece que vai toda para doce.

Quanto à tarte, deliciosa! Uma combinação de ingredientes também conhecida, ligam tão bem !

Ana Teles said...

Este livro da Popina é uma tentação do principio ao fim!
Adorei a tarte.

______________________
Ana Teles | Telita
blog: Telita na Cozinha