28 January 2015

Chocolate cranachan with raspberries / Cranachan com chocolate e framboesas.


As I wrote here, cranachan is a very traditional Scottish pudding.
Every year on the 25th of January Scotland celebrates the poet Robert Burns day and the tradition is to eat haggis, tatties and neeps for supper and cranachan for dessert.
Last Sunday was Robert Burns day and as we had a proper Burns supper and therefore,  I had to make cranachan for pudding.
This recipe has a twist to the traditional one, as it includes chocolate and hazelnuts and Drambuie instead of the traditional whiskey and I think thats exactly what attracted me to the recipe.
I found the recipe here.
__________________


Tal como já havia escrito aqui, cranachan é uma sobremesa tipicamente escocesa.
Todos os anos, a Escócia celebra o dia do poeta Robert Burns no dia 25 de Janeiro e é tradição, nesse dia, jantar-se haggis (algo semelhante aos nossos maranhos, mas que em vez de arroz leva aveia), puré de batata e puré de nabo e para sobremesa, come-se cranachan. Entretanto e para quem gosta de whiskey, o que não é o meu caso, bebe-se whiskey e declamam-se poemas do poeta.
Ora, tendo sido esse dia celebrado no passado Domingo e como se ia fazer a refeição como manda a tradição, claro que tive de fazer caranachan.
Esta versão quebra um bocadinho as regras do tradicional cranachan, pois leva chocolate, avelãs e Drambuie em vez de whiskey (que o tradicional não leva) e talvez por isso me tenha chamado mais a atenção.
A receita diz que dá para 4 pessoas, mas dá para 7 ou 8 à vontade (eu enchi 7 copos dos que estão nas fotos e não são copos pequenos) e também só usei metade da quantidade das natas, crème fraîche e Drambuie, pois achei as quantidades da receita exageradas.
A receita original está aqui, mas deixo-vos a tradução.
ingredientes (para 7 a 8 pessoas):
200g flocos de aveia, tostados
100g açúcar amarelo ou mascavado
150g avelãs, sem pele, tostadas e picadas grosseiramente
85g chocolate de leite, ralado
175g chocolate preto (70%), ralado
350g framboesas frescas ou congeladas, esmagadas grosseiramente com um garfo e misturadas com 1 colher sopa de açúcar refinado branco.
600ml natas para bater, batidas ligeiramente (só usei 350ml)
500ml crème fraîche ou natas azedas (só usei 250ml)
150ml de Drambuie (só usei 75ml)
para finalizar:
framboesas misturadas com 1 colher chá de Drambuie, para decorar
preparação:
Numa taça, colocar a aveia tostada, as avelãs tostadas e picadas, ambos os chocolates ralados e o açúcar amarelo ou mascavado. Misturar tudo muito bem e reservar.
Numa taça à parte, misturar o crème fraîche e o Drambuie nas natas já ligeiramente batidas e bater com cuidado até a mistura estar fofa e macia.
Em copos de sobremesa, colocar uma camada da mistura de aveia, uma camada das framboesas esmagadas e uma camada da mistura das natas. Repetir as camadas até esgotar todos os ingredientes e decorar com as framboesas extra.
Cobrir com película aderente e refrigerar por, no mínimo, 24 horas.

26 January 2015

Haloumi, pomegranate and rocket salad / Salada de queijo Haloumi, romã e rúcula.


This is a very delicious salad and a very beautiful way to brighten up the winter meals as it is full of gorgeous and vibrant colours and now, that the pomegranates are at its best, I couldn't help but try it.
ingredients (serves 4):
50g walnuts
1 tbsp honey
2 tbsp pomegranate molasses
1 tbsp lemon juice
2 tsp Dijon mustard
60ml extra virgin olive oil
180g Haloumi cheese, thinly sliced
1 bunch rocket, leaves coarsely torn
50g baby spinach leaves
1 pomegranate, seeds removed
method:
Preheat the oven to 180ºC.
Line a baking tray with baking paper and scatter the walnuts over it. Drizzle with the honey and bake for 5 to 7 minutes or until caramelised. Remove from the oven and set aside.
In a screw top jar, combine the pomegranate molasses, lemon juice, mustard and 2 tbsp of the olive oil. Season with salt and pepper and shake until well combined.
Heat the remaining oil in a frying pan or grill pan and cook the Haloumi for 2 minutes or until golden.
Remove from the heat and set aside.
Combine the rocket and spinach in a bowl and drizzle with the dressing. Toss to combine and arrange it on plates.
Top the leaves with the Haloumi and walnuts and sprinkle with the pomegranate seeds.
__________________


Esta é uma salada deliciosa e linda para comer nestes dias cinzentos e de frio, pois a conjugação do queijo grelhado, a par com as cores magníficas que a compõem, são uma combinação perfeita para alegrar estes dias invernosos.
E agora que as romãs estão no seu melhor, não podia deixar de a experimentar.
ingredientes (para 4 pessoas):
50g nozes, metades
1 colher sopa de mel
2 colheres sopa de melaço de romã (se não encontrarem à venda, podem ver aqui como fazer em casa).
1 colher sopa de sumo de limão
2 colheres chá de mostarda de Dijon
60ml azeite extra virgem
180g queijo Haloumi, finamente fatiado
1 molho de rúcula, folhas esfarripadas
50g folhas de espinafres bebé
1 romã, sementes separadas
preparação:
Aquecer o forno a 180ºC.
Forrar um tabuleiro com papel vegetal e sobre este, colocar as nozes. Regar com o mel e levar ao forno por 5 a 7 minutos, ou até estarem caramelizadas. Retirar as nozes do forno e deixar arrefecer no tabuleiro.
Num frasco de tampa de enroscar, misturar muito bem o melaço de romã, o sumo do limão  a mostarda e 2 colheres sopa do azeite. temperar de sal e pimenta e tapar e abanar muito bem o frasco.
Aquecer o restante azeite numa frigideira ou grelhador, adicionar o queijo fatiado e fritar ou grelhar por cerca de 2 minutos, ou até estar douradinho. retirar do lume e reservar.
Combinar a rúcula e os espinafres numa taça e regar com o molho. Misturar bem e dividir a salada por 4 pratos.
Cobrir a salada com as fatias de queijo, as nozes caramelizadas e as sementes de romã e servir.

Recipe / Receita: Donna hay magazine (Dec. - Jan. 2015).

23 January 2015

Brie, pistachio and dried figs savoury cake / Bolo salgado de queijo Brie, pistachios e figos secos.


Last week, while I was taking with my sister on the phone, she was watching a Rachel's Khoo programme on TV and she started telling me about the fabulous savoury cake that Rachel was making and how delicious it would be.
I had a look at my Little Paris Kitchen cookbook and there it was. A fabulous savoury cake that couldn't wait longer to be tried. 
I love savoury cakes and so I decided to make it for Sunday lunch with a nice leaf salad.
The version that Rachel was making on TV was with goat's cheese and the version that is in the book is with cured sausage, pistachio and prunes but as she wrote in the book, you can follow the basic batter recipe and get creative with the fillings and thats what I did. I followed the basic batter recipe and for the filling I used what I had at home, which was, a fabulous Scottish Brie from the Highlands, pistachios and dried figs and the end result was absolutely delicious.
ingredients (serves 4 to 6):
250g plain flour
15g baking powder
150g Brie (or whatever you fancy), chopped
80g pistachios, roughly chopped
100g dried figs (or prunes), roughly chopped
4 eggs
100ml milk
150ml olive oil
50g plain yoghurt
1 tsp salt
black pepper


method:
Preheat the oven to 180ºC.
Line a 500g loaf tin with baking paper.
In a bowl, mix together the flour, baking powder, cheese, pistachios and figs.
In a separate bowl, whisk the eggs until thick and pale.
Gradually, whisk in the milk, oil and yoghurt.
Add the salt and pepper and fold in the flour mixture being careful to not over beat.
Pour the mixture into the prepared tin and bake for 30 to 40 minutes or until a skewer inserted in the middle of the cake comes out clean.
Leave to cool in the tin.
__________________

A semana passada, enquanto falava com a minha irmã ao telefone, ela comentou sobre o bolo salgado que a Rachel Khoo estava a preparar num programa televisivo e que parecia ser magnífico.
Dei uma espreitadela ao livro Little Paris Kitchen e lá estava o dito bolo.
No livro, a Rachel apresenta uma versão feita com pistachios, ameixas secas e salsicha ou salame e na televisão estava a fazer uma versão com queijo de cabra, mas este bolo, é mesmo como a própria Rachel escreve no livro, faz-se a base do bolo e recheia-se com mais ou menos tudo o que nos apetecer ou tivermos à mão e foi o que fiz.
Decidi fazer o dito bolo para o almoço de Domingo, acompanhado por uma salada e utilizei o que tinha cá em casa, ou seja, figos secos, um Brie escocês maravilhoso das Highlands e pistachios.
O resultado final não podia ser mais saboroso e o contraste de sabores é mesmo TOP!!!


ingredientes (para 4 a 6 pessoas):
250g farinha de trigo branca
15g fermento para bolos
150g Brie (ou o que quiserem utilizar), picado
80g pistachios, picados grosseiramente
100g figos secos (ou ameixas secas ou o que quiserem), picados grosseiramente
4 ovos grandes
100ml leite
150ml azeite
50g iogurte natural
1 colher chá de sal
pimenta preta, moída na altura
preparação:
Aquecer o forno a 180ºC.
Forrar com papel vegetal uma forma tipo bolo inglês, com capacidade para 500g.
Numa taça, misturar a farinha, o fermento, o queijo, os pistachios e os figos.
Numa taça à parte, bater os ovos até estes estarem espessos e com uma cor pálida. Gradualmente, adicionar o leite, o azeite, o iogurte, o sal e pimenta a gosto e misturar tudo muito bem.
Juntar os ingredientes sólidos aos líquidos, tendo o cuidado de incorporar, mas sem mexer em demasia.
Deitar a mistura na forma e levar ao forno por 30 a 40 minutos, ou até um palito inserido no meio do bolo sair limpo.
Deixar o bolo arrefecer na própria forma.

Recipe / Receita:

21 January 2015

Queen's bundt cake / Bundt rainha.


As written here, the theme for the 16th Bundtmania edition is dried fruit.
Dried fruit is something that we all, normally have at home, specially after Christmas and this recipe is fabulous to use it.
Queen's cake is a modern version of the King's cake that was created for those that don't like candid fruit and it became very popular all over Portugal.
As I love Queen's cake, I was dying to try this Helena's recipe for a long time and when Mena and I decided the theme for this Bundtmania, I thought straightaway that it would be the recipe that I was going to use.
The original recipe is from Sabores de Canela, a fabulous and gorgeous blog, managed by a even more fabulous person!!
ingredients for the sweet dough:
70g caster sugar
zest from 1 orange (avoiding the white pith)
zest from 1 lemon (avoiding the white pith)
120g milk (lukewarm)
60g butter (softened)
3 large egg yolks
7g dried yeast
20g orange juice
30g Port wine
420g self raising flour
pinch of salt
to finish:
300g dried fruit (I used dried cranberries, dried apple, sultanas, hazelnuts and walnuts)
1 egg yolk, beaten, to glaze
method:
Add all the sweet dough ingredients into your bread machine, according to the manufacturers instructions.
Set your bread machine to basic dough cycle and when it finishes, turn out the dough onto a lightly floured surface and knock out the air.
Knead the dried fruits into the dough and shape it into a smooth ball.
Open a hole in the centre to give you a ring and put it inside a very well greased bundt cake tin.
Cover with clingfilm and leave in a warm place until doubled in size (around 1 hour).
Preheat the oven to 180ºC.
Brush the top of the cake with the egg yolk, avoiding it to drizzle down the sides and bake for 20 minutes, or until a skewer inserted in the middle comes out clean.
Be careful to not over bake the cake so it doesn't dry out.
When baked, turn it onto a wire rack and if you want to give it a shiny finish, brush all the cake with a sugar syrup.
To make the sugar syrup, simply boil 50g of water with 50g of caster sugar for 1 or 2 minutes and brush it all over the cake.
__________________


Quem segue ou lê este blogue, sabe que nunca fui de escrever muito no blogue. Para dizer a verdade, nem muito, nem pouco, quase nada...
Não porque não goste de o fazer, mas simplesmente porque, para mim (e permitam-se discordar), este é um blogue de receitas, de partilha das mesmas e de, quando muito, truques e dicas culinárias. 
Não sendo este blogue um diário ou um espaço de devaneios ou "lamechices" pessoais - pois esses tenho-os com a minha família e amigos, que são poucos, mas bons, leais e reais (não os 50.000 do FB - que também não tenho) - sempre optei por me focar no objectivo para o qual criei o blogue, ou seja e repito, a partilha de receitas.
Receitas boas, de confiança e que resultam, ou caso contrário nem sequer aqui estariam publicadas.
Bom, isto tudo para concluir que o post de hoje será um pouco diferente, ou seja, será um post que traz uma receita fabulosa, mas que também traz um desabafo e um devaneio.
Ultimamente, muito se tem falado e criticado blogues, suas gestoras (mesmo não as conhecendo minimamente) e a importância de os blogues terem ou não, fotografias bonitas (ou melhor LINDAS)...
Sou de opinião que SIM!!
Fotos lindas são importantíssimas e, falo por mim, os olhos são os primeiros a comer e se vir uma foto de um cozinhado toda manhosa, garanto que nem me dou ao trabalho de ler a receita e seus ingredientes, pois não me cativou de imediato e no entanto, pode até ser um grande manjar.
Fotos lindas são uma arte e são para quem percebe do assunto, o que não é o meu caso e garanto-vos que sempre morri de inveja das pessoas que têm blogues com fotos lindas e eu, zero à esquerda, nem nunca consegui tirá-las, nem sequer me interessei muito pelo assunto, pois pegava na máquina, punha no automático, disparava e desde que não ficasse tremida, para mim estava boa.
Ora essa postura mudou e comecei a dedicar-me ao estudo de fotografia e a tentar, cada vez mais, tirar fotografias lindas e com qualidade, pois a nível de cozinhados, sei o que faço e faço-o bem. Cozinhar é algo que sempre me interessou muito e sem falsas modéstias, posso dizer que sei o que estou a fazer, pois consigo ver logo, ao ler uma receita, se esta vai ou não resultar. De acordo com esta perspectiva, se puder aliar cozinhados e receitas boas a fotos lindas, pergunto eu: Porque não??
Cozinhar bem e poder aliar esse facto a fotos de dar água na boca é algo que sempre ambicionei e que quero conseguir fazer e se para isso tiver que fazer parte da "pandilha" dos blogues das fotos lindas, pois será para mim uma honra!!
Bom, mas devaneios à parte, deixo-vos então com esta receita maravilhosa, que vem do blogue Sabores de Canela, um blogue que dispensa apresentações e do qual já experimentei várias receitas de sucesso e que nunca desiludiram. Um blogue que tem fotos lindas de morrer e que é gerido por uma Senhora (e leia-se o S maiúsculo, pois é importante...).
Amiga do seu amigo, com carácter e íntegra, tive o privilégio de conhecer pessoalmente a Helena em Outubro passado, aquando da minha visita a Lisboa e tenho privado com ela desde então, o que, posso afirmar, tem sido uma honra e é à Helena que hoje venho aqui agradecer publicamente, pois tem tido uma paciência de Santa para me aturar e aconselhar, desde conselhos na compra de material específico para fotografar com mais qualidade, como nas dicas e ajuda preciosa que me tem dado no sentido de melhorar as minhas fotos e se um dia eu conseguir atingir um patamar de qualidade de fotografias aceitável, à Helena o agradecerei sempre, pois tem sido a minha impulsionadora nesse sentido.
Muito obrigada por tudo Helena. Por me teres incutido o bichinho da fotografia que, neste momento, passou de interesse a obsessão e por seres essa pessoa magnífica que és!!
Caso estejam interessados na receita deste delicioso bolo rainha, podem lê-la aqui, no Sabores de Canela e recriá-la nas vossas cozinhas.
As únicas alterações que fiz à receita da Helena foram o ter cozido o bolo numa forma de bundt e de o ter pincelado depois de cozido e ainda morno, com xarope de açúcar, a fim de lhe dar brilho.

Nota: O xarope de açúcar faz-se fervendo iguais quantidades de água e açúcar e pode ser aromatizado com sumo de citrinos, especiarias ou baunilha.

Com este bundt rainha participo em mais uma edição do Bundtmania cujo tema é, como sabem, frutos secos!

Recipe / Receita: Sabores de Canela.

19 January 2015

Watercress and mint soup with bacon shards / Sopa de agrião e menta, com bacon estaladiço.


What caught my attention when I saw this soup on the new Jamie Oliver magazine, was not just the ingredients that I love, but also the vibrant green colour of it and I didn't rest until I tried it.
It is a truly delicious and very comforting soup.
The quantities mentioned on the recipe are for 2, but as a starter, I found that it is more than enough for 4 people.
ingredients:
450g watercress, roughly chopped
1 large handful of mint leaves
20g butter
1 tbsp olive oil
280g onion, finely chopped
250g potato, peeled and cut into very small cubes
650ml vegetable stock
4 rashers of bacon, rind removed, grilled until crisp, drained and broken into shards
100ml fat free Greek yoghurt
method:
Prepare the watercress and mint, reserving a few leaves of each for decoration.
Fill a large bowl with cold water and a handful of ice cubes.
Bring a large pan of water to the boil and wilt the prepared mint and watercress in batches, draining and plunging it straightaway in the iced water. Drain and reserve.
Heat the butter and olive oil in a pan over medium low heat. Add the onions, potatoes and a pinch of seasoning.
Cook gently until soft but not coloured.
Add the stock, bring to just below the boil, cover and simmer for 10 minutes.
Squeeze any excess water from the watercress and mint and add them to the soup.
Take the pan off the heat and purée the mixture with an hand held stick blender or in a food processor.
Return the soup to the pan, whisk in the yoghurt and heat gently, stirring, but don't  boil it.
Season to taste and serve topped with the bacon shards and the reserved leaves.
__________________


Quando vi esta sopa na nova revista do Jamie, não só fiquei deliciada com os ingredientes que adoro, mas também e para ser honesta, principalmente, o que mais me cativou nesta sopa foi a cor, pois o seu verde vibrante não me deixou de todo indiferente.
Uma sopa absolutamente deliciosa e magnífica para estes dias frios que por aqui se têm feito sentir.
A receita diz que a sopa é para 2 pessoas. Poderá ser para 2 pessoas se servida como refeição, mas se for servida como entrada, dá à vontade para 4 pessoas.
ingredientes:
450g agrião, picado grosseiramente
1 bom punhado de folhas de menta
20g manteiga
1 colher sopa de azeite
280g cebola, finamente picada
250g batata, descascada e cortada em cubos muito pequeninos
650ml caldo de legumes
4 fatias finas de bacon, sem pele, grelhado até estar crocante, escorrido e cortado em pedaços
100ml iogurte grego magro
preparação:
Preparar o agrião e a menta e reservar algumas folhas de ambos para decoração.
Encher uma taça com água fria e algumas pedras de gelo.
Colocar uma panela de água ao lume até esta estar a ferver.
Escaldar o agrião e a menta em porções na água a ferver, escorrer e mergulhar de imediato na água com gelo. Escorrer e reservar.
À parte, numa panela sobre lume brando, aquecer manteiga e o azeite. Adicionar a cebola, as batatas e um pouco de sal e pimenta e cozinhar até ambos estarem macios mas sem cor.
Adicionar o caldo de legumes e quando estiver quase a levantar fervura, tapar a panela e cozinhar em lume médio a baixo, por cerca de 10 minutos.
Escorrer o excesso de água do agrião e da menta e adicioná-los à sopa.
Retirar a panela do lume e reduzir a sopa a puré.
Voltar a colocar a sopa ao lume, adicionar o iogurte e aquecer, mexendo sempre, mas não deixar ferver.
Rectificar de sal e pimenta e servir a sopa decorada com os pedaços de bacon e as folhas de agrião e menta reservadas.

Recipe / Receita: Jamie Oliver magazine, January 2015.

16 January 2015

Lemon and vanilla snowflake cookies / Cookies "flocos de neve" de limão e baunilha.



For the December/January edition of the "Lets make cookies" challenge, the theme chosen was Christmas cookies.
Christmas is gone but the weather is very wintery and snowy and therefore, I decided to make these delicious snowflake cookies. Not just because they are still very Christmassy but also because they combine two of my favourite ingredients, which are lemon and vanilla.
ingredients for the cookies:
125g unsalted butter, softened
110g caster sugar
1 egg
2 tsp vanilla extract
1 tbsp grated lemon rind
225g plain flour, sifted
for the icing:
160g icing sugar, sifted
1 tbsp boiling water
method:
Place the butter and sugar in the bowl of an electric mixer and beat until pale and creamy.
Add the egg, lemon zest and vanilla and beat until well combined.
Add the flour and beat until the mixture just comes together to form a smooth dough.
Roll the dough out between 2 sheets of baking paper to 3mm thick and refrigerate for 30 minutes or until firm.
Preheat the oven to 140ºC.
Using snowflake cutters, cut out shapes, re-rolling the dough as necessary.
Place the cookies on large lightly greased trays lined with baking paper. Bake for 8 to 10 minutes or until golden.
Allow the cookies to cool for a few minutes before transferring to a wire rack to cool completely.
To make the icing, mix the sugar and water until smooth.
Place in a pipping bag fitted with a 2mm nozzle and pipe on the cookies to decorate.
__________________


Para a edição do Vamos fazer bolachas que decorre até ao dia 25 de Janeiro, o tema escolhido foi bolachas de Natal.
Embora o Natal já tenha passado, o frio, a chuva e neve ainda por cá andam e daí ter decidico fazer estes cookies em forma de flocos de neve, pois são super natalícios e adequados ao tema e ainda combinam 2 dos meus ingredientes preferidos que, como já todos sabem, são o limão e a baunilha, pois claro...
ingredientes para os cookies:
125g manteiga sem sal, amolecida
110g açúcar refinado branco
1 ovo
2 colheres chá de extracto de baunilha
1 colher sopa de raspa de limão
225g farinha de trigo branca, peneirada
para o icing:
160g açúcar em pó, peneirado
1 colher sopa de água a ferver
preparação:
Na taça da batedeira eléctrica, colocar o açúcar e a manteiga e bater até obter uma mistura pálida e cremosa.
Adicionar o ovo, a raspa do limão e a baunilha e bater até tudo estar bem combinado.
Adicionar a farinha e bater só o suficiente para que os ingredientes estejam combinados e se forme uma massa macia.
Esticar a massa entre duas folhas de papel vegetal, até obter uma espessura de 3mm e refrigerar por 30 minutos ou até a massa estar firme.
Aquecer o forno a 140ºC.
Usando cortadores de cookies em forma de flocos de neve, cortar tantos cookies quantos os possíveis, esticando a massa as vezes que forem necessárias, a fim de aproveitá-la bem.
Colocar os cookies em tabuleiros untados ligeiramente e forrados com papel vegetal e levar ao forno por cerca de 8 a 10 minutos, ou até estarem douradinhos.
Arrefecer os cookies por uns minutos nos tabuleiros, antes de transferi-los para grelhas de arrefecimento.
Para fazer o icing, misturar o açúcar e a água até obter uma mistura cremosa. Colocá-lo num saco de pasteleiro equipado com um bico de 2mm e decorar os cookies com o icing.


Recipe / Receita: Donna Hay Magazine (Dec. - Jan. 2015).

15 January 2015

Bundtmania - 16th edition / Bundtmania - 16ª edição.

Bundtmania is now going for its 16th edition and, once again, here I am, letting you know the theme for this edition.
And the theme for the 16th edition of the Bundtmania is: Dried Fruit!
All you have to do is to bake a Bundt cake with as many dried fruits as you want, publish it on your blog or website and leave the link here in this post.
You have until the 14th of February at 6.00pm (portuguese hour) to do it and to show us your flavourful bundt cake.
  • You really have to leave the link for your participation here in this post so I don't forget any of the cakes for the round up.

Meanwhile, If you want to check out the beautiful and very chocolaty 15th edition round up, just have a look at  Mena's blog.
__________________

Mais uma edição da Bundtmania que se inicia hoje e vamos já para a 16ª edição!!
Como é hábito, dia 15, cá estou eu a anunciar o tema que, desta vez, será: Frutos secos!!
Frutos secos sim!! E podem e devem usar todos os que quiserem ou se lembrarem, desde amêndoas,  pinhões, avelãs, figos secos, passas, eu sei lá... uma infinidade deles, pois são tantas as variedades e sabores, que aposto que vão aparecer bundts lindos de morrer e super deliciosos.
Já sabem, têm até ás 18 horas (hora de Portugal) do dia 14 de Fevereiro para nos presentear com os vossos bundts de frutos secos, publicá-los nos vossos blogues e deixar o link para a vossa postagem aqui neste post.
  • Têm mesmo de deixar o link aqui neste post até ás 18 horas.
Entretanto, e se quiserem deliciar-se e lambuzar-se com o desfile de bundts de chocolate da 15ª edição, passem no blog da Mena, pois está por lá um desfile de babar...!

Até dia 14 de Fevereiro e façam o favor de serem muito felizes!!

14 January 2015

Chermoula aubergine with bulgur and yoghurt / Beringelas com chermoula, bulgur e iogurte.


Each time I look into this book I fall more and more in love with it and last Sunday I decided to make these delicious aubergines.
Really! Give it a try as they are absolutely yummy and delicious and the combination of flavours is totally amazing!
ingredients (serves 4):
2 garlic cloves, crushed
2 tsp ground cumin
2 tsp ground coriander
1 tsp chilli flakes
1 tsp sweet paprika
2 tbsp finely chopped preserved lemon skin
140ml olive oil, plus extra to drizzle
2 medium aubergines
150g bulgur
50g sultanas
10g fresh coriander, chopped + extra to sprinkle
10g fresh mint, chopped
50g pitted green olives, chopped
30g flaked almonds, toasted
3 spring onions, chopped
1 1/2 tbsp lemon juice
120g Greek yoghurt
salt
method:
Preheat the oven to 200ºC.
To make the chermoula, mix together the garlic, cumin, coriander, chilli, paprika, preserved lemons, 2/3 of the olive oil and 1/2 tsp salt.
Cut the aubergines in half lengthways and score the flesh of each half with deep, diagonal criss cross scores. Make sure to not pierce the skin.
Spoon the chermoula over each aubergine half, spreading it evenly and place them, cut side up, on a baking tray.
Bake for 40 minutes or until the aubergines are completely soft.
Meanwhile, place the bulgur in a bowl and cover with 140ml of boiling water.
Soak the sultanas in 50ml of warm water and after 10 minutes, drain them and add them to the bulgur, along with the remaining olive oil. Add the herbs, olives, almonds, spring onions, lemon juice and a pinch of salt. Stir to combine and taste for seasoning.
Serve the aubergines warm or at room temperature, with the bulgur spooned on top of each half.
Spoon some yoghurt over the bulgur. Sprinkle with chopped coriander and drizzle with olive oil.
__________________


Cada vez que folheio este livro, fico cada vez mais apaixonada por ele. É um livro verdadeiramente fabuloso!!
No Domingo passado, ao folheá-lo e tendo beringelas no frigorífico, decidi fazer esta receita que é algo de absolutamente fenomenal. O contraste de sabores é uma verdadeira surpresa e uma explosão para qualquer paladar mais sofisticado.
Muito sinceramente, experimentem, pois vão ver que tenho razão!!
ingredientes (para 4 pessoas):
2 dentes de alho, esmagados
2 colheres chá de cominhos em pó
2 colheres chá de coentros em pó
1 colher chá de flocos de malagueta
1 colher chá de paprika ou pimentão doce
2 colheres sopa de casca de limão de conserva, bem picadinha
140ml azeite + extra para regar
2 beringelas médias
150g bulgur
50g sultanas
10g coentros frescos, picados + extra para polvilhar
10g menta fresca, picada
50g azeitonas verdes sem caroço, picadas
30g amêndoas laminadas, tostadas
3 spring onions, picadas
1 1/2 colheres sopa de sumo de limão
120g iogurte grego
sal
preparação:
Aquecer o forno a 200ºC.
Para fazer a chermoula, misturar os alhos, com os cominhos, os coentros em pó, os flocos de malagueta, a paprika, os limões de conserva, 2/3 do azeite e 1/2 colher chá de sal.
Cortar as beringelas ao meio, no sentido do comprimento e com uma faca afiada, fazer cortes diagonais e em cruz, em toda a superfície da polpa, tendo o cuidado de não furar a pele.
Espalhar a chermoula uniformemente sobre a polpa cortada das beringelas e colocá-las num tabuleiro, com a parte cortada virada para cima.
Levar o tabuleiro ao forno e cozinhar por 40 minutos, ou até as beringelas estarem completamente macias.
Entretanto, numa taça, colocar o bulgur e cobri-lo com 140ml de água a ferver.
Colocar as sultanas numa taça e cobri-las com 50ml de água quente.
Passados 10 minutos, escorrer a água das sultanas e adicioná-las ao bulgur, juntamente com o restante azeite, as ervas picadas, as azeitonas, as amêndoas, as spring onions, o sumo do limão e uma pitada de sal.
Mexer tudo muito bem para combinar e, se necessário, adicionar mais sal.
Distribuir o bulgur por sobre as beringelas e servir as beringelas quentes ou à temperatura ambiente.
Colocar o iogurte grego sobre o bulgur e salpicar com coentros frescos picados e regar com um fio de azeite.

Recipe / Receita:

12 January 2015

Chocolate bundt cake with a chocolate glaze / Bundt de chocolate com cobertura de chocolate.


As you can read here, the theme for this month's bundtmania is chocolate.
Who doesn't like chocolate? Well, I know some people that doesn't like it and even me, I'm not a huge chocolate lover. I like it a lot, but I'm not mad or crazy about it.
This recipe really is for chocolate lovers and I can say that I have three of them here at home and they went totally mad about this cake as it is really indulgent and moreish.
Just if the recipe didn't call for enough chocolate, I went a step further and added an extra 100g of white chocolate chips to the batter before baking it.
The recipe is from my Donna Hay magazine and this is my very chocolaty bundt for this bundtmania edition.
ingredients for the cake (serves 6 to 8):
330ml milk
220g caster sugar
175g brown sugar
1 tsp vanilla extract (I used vanilla paste)
250g unsalted butter, chopped
200g dark chocolate (70%), finely chopped
2 eggs (I used large eggs)
265g self raising flour, sifted
35g cocoa powder, sifted
100g white chocolate chips (optional)
for the chocolate glaze:
200g dark chocolate (70%), finely chopped
100g unsalted butter, chopped
90g liquid glucose
1 tsp vegetable oil


method:
Preheat the oven to 160ºC and grease a 2.75 litre capacity bundt tin.
Place the milk, both sugars and vanilla in a large bowl and whisk to combine.
Place the butter and chocolate in a pan over low heat and stir until melted and smooth.
Add the chocolate mixture and the eggs to the milk mixture and whisk to combine.
Add the flour and cocoa and whisk until well combined.
If using, fold in the white chocolate chips.
Pour the mixture into the prepared tin and bake for 1 hour to 1 hour and 10 minutes or until a skewer inserted in the middle of the cake comes out clean.
Invert the tin onto a wire rack and allow to stand for 15 minutes.
Remove the tin and allow the cake to cool completely.
to make the glaze:
Place the butter, chocolate and glucose into a pan over low heat and stir until melted and smooth.
Stir in the vegetable oil.
Place the cake on a wire rack over a baking tray and spoon over the glaze.
Allow the glaze to set before serving.
__________________


Como podem ler aqui, o tema para a bundtmania deste mês é chocolate!!!
Conhecem alguém que não goste de chocolate?
Bom, para dizer a verdade, eu conheço algumas pessoas que não gostam e, para ser honesta, eu própria não sou louca por chocolate. Gosto, mas não sou uma verdadeira chocolate lover!
Este bolo é super indulgente e rico e é para verdadeiros chocolate lovers e posso dizer-vos que tenho 3 cá em casa e que o apreciaram e muito!!
Como se a receita não levasse chocolate suficiente, ainda lhe adicionei (opção minha, claro), 100g de pepitas de chocolate branco, antes de o levar ao forno.
O resultado final é fabuloso e os amantes de chocolate cá de casa disseram que foi o melhor bolo de chocolate de sempre!
ingredientes para o bolo (para 6 a 8 pessoas):
330ml leite
220g açúcar refinado branco
175g açúcar mascavado
1 colher chá de extracto de baunilha (eu usei pasta de baunilha)
250g manteiga sem sal, em cubos
200g chocolate preto (70%), finamente picado
2 ovos (eu usei grandes - L)
265g farinha de trigo com fermento, peneirada
35g cacau em pó, peneirado
100g pepitas de chocolate branco (opcional)
para a cobertura de chocolate:
200g chocolate preto (70%), finamente picado
100g manteiga sem sal, em cubos
90g glucose líquida
1 colher chá de óleo vegetal


preparação:
Aquecer o forno a 160ºC e untar muito bem uma forma de bundt com capacidade para 2.75l.
Numa taça grande, colocar o leite, os dois açúcares e a baunilha e combinar tudo muito bem com um batedor de arame.
Colocar o chocolate e a manteiga num tachinho sobre lume brando e derreter, mexendo sempre, até obter uma mistura macia.
Adicionar a mistura do chocolate e os ovos à mistura do leite e combinar tudo muito bem.
Adicionar a farinha e o cacau em pó e combinar até tudo estar bem incorporado.
Se utilizar, adicionar as pepitas de chocolate branco à massa e envolver.
Deitar a mistura na forma e levar ao forno por cerca de 1 a 1 hora e 10 minutos, ou até o bolo estar cozido e um palito ou pau de espetada, inserido no meio sair completamente limpo.
Virar o bolo sobre uma grelha de arrefecimento e deixar repousar, ainda com a forma em cima, por cerca de 15 minutos.
Retirar a forma e deixar arrefecer completamente.
para fazer a cobertura:
Colocar a manteiga, a glucose e o chocolate num tachinho sobre lume brando e mexer até tudo estar derretido e a mistura estar macia.
Adicionar o óleo e mexer bem.
Colocar o bolo, ainda sobre a grelha de arrefecimento, em cima de um tabuleiro e decorar com a cobertura de chocolate.
Deixar a cobertura solidificar antes de servir o bolo.



Recipe / Receita: Donna Hay Magazine (Aug. - Sep. 2013).